Saturday, July 02, 2005

"Live 8"

"Live 8", exemplo interessante de como o fenómeno da globalização, inicialmente satanizada por grande parte da intelectualidade da esquerda europeia, é, de facto, uma via de dois sentidos. Santo Geldof, para além de todas as contradições inerentes a uma figura autocrática, não deixa de reproduzir na música um sentido humanitário tão urgente quanto redentor, há muito ausente na política e esquecido na religião institucionalizada. Desejo um bom começo para esse longo caminho para a justiça e que o G8, um dos maiores símbolos do triunfo da economia privada sobre a "res publica" e sobre o bem comum, dê, já na próxima semana na Escócia, um sinal claro de que a vida humana é para os líderes do mundo bem mais precisosa do que o preço do barril de petróleo. Uma das conquistas da tecnologia é também um aumento da democraticidade dos países ditos desenvolvidos. Não se pode continuar a ignorar a morte de 30 mil crianças por dia. Televisão, rádio, internet, projectos globais unidos a partir de hoje num despertar para a esperança. Esperam-se resultados, abalos de consciência e sobretudo medidas concretas que ajudem a humanidade a acreditar nela própria. "I want to Believe".

4 comments:

Ana Duque said...

E era tão bom ver ao vivo e a cores os oito "fabulosos" mudarem as suas prioridades. Tão bom quanto impossível.

Anastácio Neto said...

Nada é impossível.

filipa said...

quero acreditar que as coisas podem mudar.

preciso de acreditar.

(quando encontrar mais do que meia dúzia de palavras desalinhadas, descoordenadas e emocionadas, tenho falar melhor no assunto. As últimas 48 horas voram 'violentas'.)

bjs

Sérgio A. Correia said...

Gostava de convidar todos os comentadores deste excelente blogue, bem como o seu autor, a darem uma espreitadela ao meu modestíssimo blogue:

http://oimprevisto.blogspot.com